16/02/2010

Banho de balde nos recém-nascidos

Olá amigas.... Saudades como sempre!                                  


Hoje vou compartilhar com vocês sobre um assunto muito legal que me interessou muito: banho de balde. Passeando pelo orkut de uma amiga minha (Dinnah) que teve a linda Maria Eduarda (destaque na foto) a menos de 1 mês, vi uma foto dela dando banho na pequeninha no balde, e está super na moda. Como não seria diferente fui atrás, fiz uma pesquisa na net para entender mais e contar pra vocês.


Dar banho no bebê em um balde não é uma coisa totalmente nova, nossas mães já nos colocavam em baldes e bacias em dias de muito calor, mas o que  já está virando mania entre as mamães de todo o mundo é dar banho em recém-nascidos, começou lá fora e está vindo com tudo para o Brasil. Pode até parecer moda passageira, mas especialistas garantem que a criança se sente mais confortável e segura no balde devido ao formato semelhante ao útero materno. E eu acho que faz bastante sentido.



A proposta dessa modalidade de banho é de dar a sensação de parecer  um banho de ofurô bem confortável, mas existem mais vantagens que simplesmente a simulação do útero, existem benefícios tangíveis. Segundo especialistas o banho no balde ajuda o bebê a relaxar, reduz as cólicas nos recém-nascidos e ainda deixa as noites de sono mais tranquilas.




Principais vantagens:
(Fonte de pesquisa Folha Online)


Embora não haja pesquisas que comprovem esse benefício, a neonatologista Miriam Rika, do hospital e maternidade São Luiz, diz que os médicos observam uma boa resposta ao banho de imersão na UTI pediátrica, onde foi instituído há cerca de seis anos. "Existem várias hipóteses: pode ser devido à posição em que o bebê fica ou pelo fato de estar submerso do pescoço para baixo." 



Para o obstetra Antonio Júlio Barbosa, do hospital e maternidade Santa Catarina, a principal vantagem desse tipo de banho em relação ao de banheira é que o bebê "se molda" ao acessório. "Ele tem mais contato com a água, o que mimetiza o meio intrauterino, que é o que se deseja quando o bebê acabou de nascer", afirma.
O neonatologista Carlos Eduardo Corrêa, que apresentou a "técnica" a Talitha Pereira, indica o balde para o banho da maternidade e para os primeiros dias de vida do bebê. "Acho que fica mais fácil para os pais segurarem, e a criança chora menos. Faço o banho com o bebê enrolado em um pano, na água quente", diz.
O médico afirma que, por volta dos sete meses, quando a criança começa a querer ficar em pé, o balde é mais seguro do que a banheira.
A arquiteta Roselene Araújo, 44, mãe de Beatriz, 10, Heloísa, 9, e Isabela, 7, tem experiência de sobra com o utensílio -sua primogênita tomou banho de balde desde os primeiros dias até os seis anos de idade.


Balde simples x TummyTub


O banho pode ser dado em qualquer balde, desde que escolhido por um tamanho adequado, utilizado para esse único fim e os cuidados de higiêne feitos com a banheira também sejam observados. Porém, existe no mercado um modelo especial para isso -  o famoso TummyTub, ele é transparente e possui alguns itens de segurança, como base antiderrapante, materiais atóxicos e um centro de gravidade que ajuda a evitar acidentes. A desvantagem é o preço. Enquanto o balde comum custa menos de R$ 15, o de grife pode ser encontrado em lojas de artigos infantis por até R$ 140. Os fabricantes afirmam que é possível dar banho a partir dos primeiros dias de vida até os seis meses de idade, sempre na presença de um adulto. A aguá deve ser aquecida a uma temperatura agradável para a pele do bebê, por volta dos 36°C. A quantidade de água varia conforme o tamanho do bebê, mas deve se limitar à altura dos ombros da criança.




Minha opinião de Mãe:
Acho o máximo isso, não sei se na época que o Pedro nasceu eu teria coragem de dar banho nele ainda recém-nascido, mesmo porque na própria banheira só fui dar banho depois de 20 dias de nascido. Mas hoje com certeza depois de ter conhecido um pouquinho mais sobre o assunto vou tentar dar banho no Pedro assim. Vamos ver o que ele vai achar e conto pra vocês. Minha expectativa é se ele vai querer, porque requer menos mobilidade do que o banho convencional, hoje ele toma banho em uma piscininha dentro do banheiro (olhe a foto com o Paulo Neto bebê da nossa amiga Carol do Fala Mamãe) é sempre uma farra, porque ele sente que está nadando. Alí brinca um tempão!!
Farei o teste e conto pra vocês. Façam o teste também e me contem.

beijinhos Mey

Um comentário:

PÓS MÉDIO EM ELETRÔNICA disse...

Sou pai de um garotinho de um mês e meio e ontem (04/07/2010) eu e minha esposa demos um banho no nosso filho em um balde como esses. Minha esposa colocou dois saches de camomila na agua e ele ficou submerso por uns 20 minutos mais ou menos. Ele dormiu bem a noite e mesmo quando acordou estava mais calmo que de costume em função das cólicas! E é isso ai! Espero ter ajudado!