28 de jun de 2012

Intestino preso na gravidez


Oi Amigas!

Perceberam que estou super tendenciosa a postar assuntos do universo das gravidinhas, né?
Mas não tem jeito, eu respiro e exalo a Marina agora. A gravidez é um momento mágico e único, mas tem umas coisinhas que infernizam a nossa doce espera.
Nessa semana falamos sobre as famosas dores nas costas e hoje quero compartilhar sobre mais um probleminha que acomete duas em cada três gestantes: o intestino preso.

Muitas mulheres sofrem com esse problema desde antes da gravidez, e agora nessa fase os sintomas se agravam ainda mais. O intestino preso é bem comum nessa fase devido às alterações hormonais e físicas que o nosso corpo sofre durante a gravidez.

A má notícia é que no segundo semestre os sintomas tendem a se agravar, pois o bebê está maior e o intestino fica mais pressionado e, conseqüentemente, mais lento. Nos casos mais graves, quando a ida ao banheiro é mais demorada e menos freqüente, a gestante pode chegar a desenvolver hemorróidas, que são bastante desagradáveis e doloridas. Para esse caso, os remédios devem ser evitados, pois podem ser prejudiciais a saúde do bebê. O que resta fazer é investir em formas naturais para driblar a prisão de ventre e dar uma forcinha para o intestino funcionar.

Alimentação é tudo: o primeiro passo é investir em uma boa alimentação para regular o intestino. Os alimentos ricos em fibras, como cereais, aveia, pães integrais, frutas, verduras e legumes estimulam o trânsito intestinal. As frutas mais indicadas são mamão, ameixa, melão, laranja, damasco, manga e morango. Evite banana, maçã, pêra e goiaba, que são constipantes. É importante adequar a alimentação aos poucos para que o organismo se acostume com o novo cardápio. Comer em horários regulares também ajuda. Um segredinho que funciona pra mim é colocar duas ameixas pretas em um copo e quando derreter beber essa água. É natural e pode fazer todos os dias.

Muita água: a ingestão de líquido é muito importante para evitar que as fezes endureçam e para facilitar sua passagem pelo intestino. É indicado beber cerca de oito a dez copos de água por dia. Boas opções complementares são sucos naturais (principalmente de laranja com gominhos), vitaminas com mamão e água de coco, mas a água é fundamental. Nada de refrigerantes e bebidas gasosas, elas prejudicam ainda mais e favorecem às cólicas e gases.

Movimente-se: para dar mais um empurrãozinho no intestino é recomendada a prática de atividade física moderada e constante, como hidroginástica, yoga e principalmente caminhadas diárias de no mínimo 20 minutos. Os exercícios estimulam o peristaltismo, ou seja, o movimento intestinal, favorecendo a eliminação. Se você ainda não engrenou em nenhuma atividade vale dar uma passeadinha em casa mesmo, jardim, quintal, faça o seu corpo se mexer.

Converse com seu médico: se esses cuidados não forem suficientes e os sintomas forem intensificados, converse com o seu médico que poderá avaliar seu estado e recomendar o uso de algum medicamento natural. Não tome laxantes ou chás naturais sem consultar o obstetra, pois eles podem causar problemas para a gestante e para o bebê.

Então Meninas, vamos lá! Atenção as dicas e mãos a obra! Alimentação saudável + beber água + exercício físico = intestino regulado.


Beijos, Mey

Nenhum comentário: